Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Marcos Resende Coisas

Marcos Resende Coisas

Coisas de Nélson Rodrigues

Nélson Rodrigues 01.jpg  

Índice Coisas ◦ Índice Geral

 

01.
O amigo nunca é fiel. Só o inimigo não trai nunca. O Inimigo vai cuspir na cova da gente.

 

02.
Toda mulher gosta de apanhar. Menos a neurótica. O homem é que não gosta de bater. Toda mulher normal gosta de apanhar. As neuróticas reagem.

03.
Invejo a burrice porque é eterna.

04.
Todo canalha é magro.

Nelson Rodrigues 12.jpg

05.
Todo ginecologista devia ser casto. O ginecologista devia andar de batina, sandálias e coroinha na cabeça. Como um São Francisco de Assis, com a luva de borracha e um passarinho em cada ombro.


06.
Nada mais doce, nada mais terno do que um ex-inimigo.

07.
Jovens de todo mundo envelheçam.

08.
O brasileiro é um narciso às avessas que cospe na própria imagem. Nossa tragédia é que não temos um mínimo de auto-estima. 
 
09.
Os magros só deviam amar vestidos e nunca no claro.

10.
Só o rosto é indecente. Do pescoço para baixo, podia-se andar nu.

11.
Todo óbvio é ululante.
 

Nelson Rodrigues 15.jpg

12.
Se todos conhecessem a intimidade sexual uns dos outros, ninguém  cumprimentaria ninguém.


13.
Marx e Brecht são responsáveis pela cretinização de toda uma geração do teatro.

14.
Os inteligentes estão matando o teatro brasileiro. Um dia, teremos de chamar os burros para salvá-lo.

15.

A prostituta só enlouquece excepcionalmente. A mulher honesta, sim, é que é de-vorada pelos próprios escrúpulos, está sempre no limite, na implacável fronteira.


16.
O sujeito que não se considera um gênio, não deve se dedicar a fazer arte ou literatura.

17.
Toda unanimidade é burra.

18.
Deus me livre da virtude ressentida, da fiel sem amor.
 

Nelson Rodrigues 17.jpg

19.
Toda mulher que se ruboriza facilmente é sensual.


20.
Nunca o brasileiro foi tão obsceno. Vivemos uma fase ginecológica.

21.
O pior na bofetada é o som. Se fosse possível uma bofetada muda, não haveria ofensa nem objeção, nada.

22.
O brasileiro, quando não é canalha na véspera, é canalha no dia seguinte.

23.
A platéia só é respeitosa quando não está entendendo nada.

24.
Em Brasília, todos são inocentes e todos são cúmplices.

25.
Qualquer indivíduo é mais importante do que a Via Láctea.

26.
A liberdade é mais importante que o pão.

27.
Sem sorte não se chupa nem um Chicabon. Você pode engasgar com o palito ou ser atropelado pela carrocinha.

 

28.
O homem não nasceu para ser grande. Um mínimo de grandeza já o desumaniza. Por exemplo: um ministro. Não nada é, dirão. Mas, o fato de ser ministro já o empalha. É como se ele tivesse algodão e não entranhas vivas.

29.
Não se apresse em perdoar. A misericórdia também corrompe.

30.
A Televisão matou a janela.

31.
O sujeito que nega a existência de Deus devia ser amarrado num pé de mesa e beber água, de gatinhas, numa cuia de queijo Palmira.

32.
A verdadeira granfina tem a aridez de três desertos.

33.
Quando o sujeito é uma besta e não é capaz de fazer nada, faz filhos.

34.
Aos dezoito anos, o homem não sabe nem dizer bom dia a uma mulher. Todo homem deveria nascer com 35 anos.

35.
O sexo é o que restou da pré-história, do vil passado do homem.

36.
A maioria das pessoas imagina que o importante, no diálogo, é a palavra. Engano: o importante é a pausa. É na pausa que duas pessoas se entendem e entram em comunhão. 

37.
Ah, os nossos libertários! Bem os conheço, bem os conheço. Querem a própria liberdade! A dos outros, não. Que se dane a liberdade alheia. Berram contra todos os regimes de força, mas cada qual tem no bolso a sua ditadura.
 

Nelson Rodrigues 16.jpg 

 Índice Coisas ◦ Índice Geral